Novas placas Mercosul para Vans comerciais – Qual o prazo para legalizar e o que todo dono de van precisa saber?

Por Divelp em Notícias - 27/02/2020

 

Novas placas Mercosul para Vans comerciais - Qual o prazo para legalizar e o que todo dono de van precisa saber?

Confira tudo sobre as novas placas Mercosul para vans comerciais e fique por dentro do que todo dono de van precisa saber sobre o novo padrão.

 

O que são as novas placas Mercosul

As novas placas Mercosul para vans comerciais são um novo padrão de modelo para as placas, os quais devem substituir as antigas placas cinzas, com o intuito de reduzir casos de clonagem. As PIV (Placa de Identificação Veicular) serão padronizadas em todos os países do bloco, seguindo o mesmo modelo, diferenciando-se apenas pela nacionalidade.

O padrão já foi implantado em outros países do bloco econômico, tais como Uruguai e Argentina e, em breve, também será obrigatório no Paraguai e na Venezuela.

Após alguns adiamentos, o Conselho Nacional de Trânsito (Contran) definiu que o sistema de placas Mercosul fosse obrigatório em todo o País a partir do dia 31 de janeiro.

 

Quem comercializará

As novas placas Mercosul não serão instaladas pelo Departamento Estadual de Trânsito (Detran),  serão fabricadas e vendidas por empresas credenciadas.

 

Faixa de Preço

Segundo o Detran, o valor sugerido para o par das novas placas Mercosul é de R$138,00. Já a placa avulsa ou para motos é R$114,00, no entanto esses valores podem variar entre os Estados, devido à diferença de preços entre fornecedores.

 

Artigos Relacionados

 

Como é o novo padrão das novas placas Mercosul

As novas placas Mercosul têm aspecto bem diferente do das antigas placas, apenas o tamanho continuará igual.

Desse modo, é importante estar atento para o que muda, inclusive os donos de vans comerciais que, a depender da situação, devem trocar também as placas.

O fundo das placas é sempre branco, contendo uma faixa azul com o nome e bandeira do país, no lugar onde antes havia uma tarja preta com o nome da cidade.

Elas continuam com sete dígitos assim como as antigas, porém o novo padrão tem quatro letras e três algarismos (ao contrário da versão antiga).

Além disso, a combinação não é mais de letras e números seguidos. As novas placas são intercaladas. Só para ilustrar, confira o exemplo: AAA 1A11 – A sendo letra e 1 sendo número. 

Estima-se que este modelo de sequência permitirá mais de 450 milhões de combinações, desse modo, considera-se que o novo padrão atenda por mais cem anos, de acordo com o crescimento da compra de veículos no Brasil.

Contudo, os números e letras terão cores variadas de acordo com a função e finalidade do veículo. Por isso, atenção para os donos de vans comerciais que também precisam saber sobre os novos aspectos das placas.

Confira abaixo as cores das combinações alfanuméricas, de acordo com a finalidade dos veículos:

  • Preto: carros particulares
  • Vermelho: táxis, vans escolares, veículos comerciais, veículos de carga, e de autoescola
  • Azul: veículos oficiais
  • Verde: veículos de teste
  • Dourado: veículos diplomáticos, carros de embaixadas e consulados
  • Prateado: modelos de coleção (veículos de colecionadores)

 

Quem precisa da nova placa 

Antes de sair correndo para providenciar a sua, veja em que situações é obrigatória a adoção da nova placa Mercosul:

  • Na compra de veículos novos, isto é, no primeiro emplacamento do automóvel
  • Em situações, tais como: troca de categoria (quando um táxi vira automóvel de passeio, por exemplo)
  • Em casos de transferência de município
  • Caso a antiga placa não passe na vistoria, por estar ilegível ou até mesmo danificada

Nas demais situações a troca da placa ainda não é obrigatória, mas quem quiser trocá-la voluntariamente também pode.

 

Para que serve o QR Code na placa 

Ao invés do lacre, agora será usado o Qr Code, que tem a finalidade de aumentar a segurança.

De acordo com o Contran, esse novo sistema possibilita o rastreamento, evitando, desse modo, não apenas a clonagem como também a falsificação.

O QR Code permite a identificação digital de todo o processo de fabricação da placa, com dados armazenados referentes à matéria-prima utilizada até a instalação.

Desta forma, é possível que a fiscalização utilize o aplicativo apontando um leitor para o QR Code e identificando, em tempo real, todas as características do veículo na consulta de base nacional.

O intuito de implantar esta nova medida é padronizar todos os automóveis e permitir sua fácil identificação nos países vizinhos, aumentando também a segurança contra as fraudes.

Portanto, se você é dono de uma van comercial deve verificar se há necessidade de adotar a nova placa de acordo com as situações mencionadas. E para obter mais esclarecimentos, o indicado é procurar o Detran de sua região.

 

Quer saber mais informações sobre as novas placas Mercosul para vans comerciais ou ainda tem dúvidas sobre o assunto? Compartilhe conosco, deixando seu comentário. Será um prazer poder ajudar!

0 0 vote
Article Rating

 

Subscribe
Notify of
1 Comentário
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
View all comments
Manoel Antonio Pedroso da Silva
8 meses atrás

Parabens, muita gente esta desinformada, sobre o assunto, gostei da materia.