Pneus da van parada podem sofrer danos?

Por Divelp em Notícias, Van - 07/05/2020

 

Pneus da van parada podem sofrer danos?

Manter o veículo parado não apenas pode causar danos à bateria da van, como também aos pneus. Entretanto, com os pneus da van parada, os perigos podem ser maiores, já que colocam em risco a segurança das pessoas que utilizarão o veículo quando este voltar a funcionar.

Por isso, separamos algumas orientações para que seja possível entender quais são os danos que os pneus da van parada podem sofrer.

 

Deformação no ponto de contato com o solo

Em primeiro lugar, é importante saber o que acontece quando o veículo fica parado por muito tempo.

Quando a van está estacionada e todos os seus pneus estão calibrados, seguindo as orientações do fabricante, obviamente, suas rodas estão paradas. Por consequência os pneus estão em contato com o solo em um ponto fixo. Com a inflação correta, a deformação que ocorre no ponto de contato com o solo é pequena.

 

Artigos Relacionados

 

Perda de pressão nos pneus da van parada

Mantendo a van parada, com o passar dos dias, os pneus naturalmente vão perdendo pressão de inflação e esvaziando lentamente. À medida em que o pneu vai esvaziando, a deformação que ocorre no ponto de contato com o solo tende a aumentar.

Porém, não é apenas a borracha que passar a sofrer com essa deformação. Na parte interna do pneu existe um corpo de cintas de aço que faz parte de sua estrutura que também acaba sofrendo a mesma deformação.

Entretanto, surge a dúvida: será que isso é irreversível? E a resposta é: tudo dependerá do tempo em que a van ficará parada.

 

Período de até sete dias

Se a van permanecer parada durante até sete dias, haverá perda de pressão de inflação e ocorrerá deformação nos pneus, mas o problema é reversível. Basta calibrar novamente com a pressão recomendada pelo fabricante e andar com o veículo.

Na ocasião, talvez seja perceptível uma vibração diferente vinda do pneu, proveniente da deformação ocorrida. Mas andando com o veículo, essa deformação, gradualmente, vai desaparecendo e os pneus acabam retornando ao seu formato original.

 

Receba novidades em seu e-mail

 

Período de 20 a 30 dias

Neste intervalo de tempo, os pneus perdem pressão de inflação mais do que na primeira situação mencionada. Do oitavo ao vigésimo dia, a deformação ocorrida pode ser reversível ou não.

No entanto, a partir do vigésimo dia, a deformação nos pneus tem grandes chances de se tornar irreversível, gerando problemas como forte vibração ao rolar com a parte que ficou em contato com o solo, já que esta estará “achatada” e plana.

 

Período maior que 30 dias

Se o veículo permanecer parado por mais de 30 dias, além dos problemas já citados, o pneu ainda absorve a umidade do solo. A borracha é porosa, portanto, é capaz de absorver as partículas de água do solo, que penetram no pneu através da borracha da banda de rodagem. Essas partículas de água se alojam entre a borracha e o corpo de cintas de aço que integram a estrutura interna do pneu, causando um sério risco para a segurança das pessoas.

 

Perigo para a segurança

Quando o pneu entra em movimento, ele aquece, aquecendo, consequentemente essas partículas de água que, com o aumento de temperatura, podem passar do estado líquido para o gasoso, fazendo com que surjam bolsas de ar quente entre a banda de rodagem e o corpo de cintas de aço.

As bolsas de ar provocam a separação desses dois componentes, o que pode causar estouros repentinos dos pneus e resultar em acidentes, com o veículo em movimento.

Para se ter uma ideia, esse é um problema muito comum em estacionamentos de montadoras no porto, onde o carro fica parado por um longo período em um local com alta umidade.

 

Pneus da van parada: como evitar todos esses problemas

Para evitar completamente todos esses problemas, existem duas alternativas:

Procure movimentar o carro ao menos uma vez por semana e calibrar os pneus com a pressão recomendada pelo fabricante, ou
Coloque o carro em cavaletes para evitar os danos mencionados.

Desta forma, além de não comprometer a estrutura dos pneus da van parada, é possível evitar colocar em risco a segurança de todos.

E você, que cuidados toma para que os pneus de sua van parada não sofra danos? Compartilhe com a gente sua experiência, deixando um comentário!

 

Sprinter 416 CDI - Bônus tanque cheio

0 0 vote
Article Rating

 

Subscribe
Notify of
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments